Atrações Turísticas da Argentina

A Argentina é um grande país da América do Sul famoso por seu tango, pampas e consumo de carne. Menos conhecido é o fato de que o pico mais alto das Américas, o Aconcágua, encontra-se em sua fronteira ocidental do país e que a cidade mais austral do mundo, Ushuaia, está localizada na sua menor margem da Argentina.  

Talvez a razão mais óbvia para visitar a Argentina seja Buenos Aires, uma dos mais fascinantes cidades da América Latina. É um lugar extremamente agradável apenas para andar, assistir a um jogo de futebol, ir às compras ou simplesmente absorver a atmosfera única do local. Fora da capital, a vastidão da terra e a fauna variada que nela habitam são as verdadeiras atrações turísticas da Argentina.

Iberá Wetlands

Iberá Wetlands

Iberá Wetlands

Os Wetlands Iberá são as segundas maiores áreas úmidas no mundo após o Pantanal no Brasil. É um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza que tem a fauna mais rica de toda a Argentina. Aves, jacarés, capivaras, veados campeiros, macacos bugios, lobos-guarás e tatus podem ser vistos pelos visitantes a pé, de barco ou a cavalo.

Ushuaia

Situado no Canal Beagle, Ushuaia é comumente considerada como a cidade mais austral do mundo. No passado, Ushuaia foi uma base missionária, colônia penal e base naval. Mas agora é uma grande atração turística na Argentina, com cassinos, hotéis e restaurantes. A cidade é comumente usada como base para caminhadas, esqui e cruzeiros para a Antártica.

Regiões Vitivinícolas de Mendonza

A região vinícola de Mendoza é considerada o coração da indústria vinícola na Argentina. Localizada no sopé leste do Andes, as vinhas estão plantadas em algumas das maiores altitudes do mundo. Ampla gama da cidade de operadores turísticos também torna a cidade um ótimo lugar para organizar um rafting, esqui e outras aventuras nos Andes nas proximidades.

Monte Fitz Roy

Monte Fitz Roy 

O Monte Fitz Roy tem 3.375 metros de altura da montanha no Campo de Gelo Patagônico Sul, na fronteira entre Argentina e Chile. A montanha atrai muitos fotógrafos graças à sua forma sobrenatural. Ele foi escalado pela primeira vez em 1952 pelo francês alpinistas Lionel Terray e Guido Magnone.

 

Deixe um comentário