Como funciona a nova regra da meia entrada

Infelizmente não há nada de livre na meia entrada a partir de agosto de 2013.  Se o estudante tinha direito a pagar a meia entrada sempre, agora ele só pode conseguir o benefício se o número de ocupantes com a meia entrada não passar a 40%. Um percentual maior que isso vai barrar a compra de ingressos de meia entrada. Essa é apenas uma da lista da nova regra da meia entrada.

meia-entrada

Novas para a meia são mais exigentes com a documentação

Até os primeiros meses de 2013, bastava apresentar em uma bilheteria de cinema ou em uma casa de shows um documento de filiação a uma instituição de ensino (boleto pago da mensalidade, por exemplo), que a compra do ingresso meia entrada já seria liberado. Infelizmente isso não é mais possível. Com a nova regra da meia entrada, os estabelecimentos estão autorizados a apenas vender a meia entrada se for mostrado o documento de identificação estudantil oficial: a carteira de estudante, válida em todo o território nacional. 

Como funciona a nova regra da meia entrada

A medida de apenas permitir que 40% da lotação seja formada por estudantes é a mais drástica nova regra da meia entrada. Mas os donos de estabelecimentos comerciais provaram que é complicado liberar a meia entrada para todos e sair no prejuízo no evento. Com isso, a meia entrada fica restrita a uma lotação por sala. O estudante, contudo, deve ser avisado no momento da compra e poderá comprar a entrada inteira. 

Continua a regra das denuncias para os estabelecimentos que não querem vender meia entrada para os estudantes e se enquadram na leia da nova regra da meia entrada. A denúncia pode ser feita na delegacia e demais órgãos competentes, podendo o estabelecimento ser punido com multa alta por se negar a garantir um direito que os estudantes conseguiram depois de muita batalha por seu documento, existente em todo o mundo.

Deixe um comentário