Conjuntivite causas, como evitar e como tratar

Para quem não sabe, a conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, uma membrana transparente que reveste a parte frontal do globo ocular e também o interior das pálpebras. A conjuntiva, é responsável por produzir um muco que cobre e lubrifica o olho. Normalmente ela possui pequenos vasos sanguíneos em seu interior que podem ser vistos com uma observação minuciosa. Quando a conjuntiva se irrita ou se inflama, os vasos sanguíneos se abastecem, alargando-se e se tornando mais visível a vermelhidão.

Em geral, essa inflamação atinge os dois olhos e podem durar de uma semana até 15 dias, e não costumam deixar qualquer tipo de sequela. A conjuntivite pode ter diversas causas, o que pode ser desde uma reação a um agente químico, até por contaminação de uma bactéria ou vírus. Geralmente quando é causada por uma bactéria ou vírus, pode ser causada por uma epidemia o que pode ser transitivo através do contato. Porém quando é causada apenas por uma reação alérgica não pode ser transmitida pelo toque, pois não há vírus ou bactéria.

Os sintomas desta doença podem ser caracterizados por ardência e coceira na região ocular, com a sensação de que que há um corpo estranho (um grão de areia ou um cisco por exemplo) nos olhos, um irritante lacrimejar, olhos vermelhos e sensíveis a claridade e também as pálpebras inchadas. Nos casos de conjuntivite infecciosa, os olhos podem doer, além também de secretar com insistência um líquido amarelado, o que é sem duvida o que mais aflige.

Para evitar esta doença com a presença de uma epidemia, ou no caso de quem esteja sofrendo com ela evitar transmitir para outras pessoas basta tomar as seguintes precauções:

• Lave com frequência o rosto e as mãos uma vez que estas são veículos importantes para a transmissão de microorganismos.

• Aumente a frequência de troca de toalhas ou use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos.

• Não compartilhe toalhas de rosto.

• Troque as fronhas dos travesseiros diariamente enquanto perdurar a crise.

• Lave as mãos antes e depois do uso de colírios ou pomadas e, ao usá-los não encoste o bico do frasco no olho.

• Não use lentes de contato enquanto estiver com conjuntivite, ou se estiver usando colírios ou pomadas.

• Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza.

• Evite coçar os olhos para diminuir a irritação.

• Evite aglomerações ou frequentar piscinas de academias ou clubes.

• Evite a exposição a agentes irritantes (fumaça) e/ou alérgenos (pólen) que podem causar a conjuntivite.

Mas caso você tenha contraído a doença, primeiramente procure um médico, que te indicará medicações como por exemplo pomadas ou colírios, que podem acabar ou aliviar os sintomas da alergia e diminuir o desconforto. Você também pode optar por lavar os olhos com soro fisiológico, o que pode acalmar os sintomas.

Deixe um comentário