Dicas para viajar para a Argentina

Mesmo que o Brasil tenha uma grande rivalidade com a Argentina no futebol não temos como negar que o país dos ‘hermanos’ é muito bonito e cheio de coisas interessantes para se conhecer a fazer. A seguir elaboramos algumas dicas para quem deseja conhecer Buenos Aires, capital da Argentina.

200325271-001

A primeira metade do guia conta com informações gerais como onde se hospedar, documentos necessários para entrar no país e etc, já a segunda metade fala sobre os pontos turísticos que não podem ficar de fora da sua lista de passeios.

Informações Para Viajar Para a Argentina

Onde se Hospedar

A cidade de Buenos Aires, como a capital do país, tem diversas opções de hospedagem desde os famosos albergues (que são bem baratos) até hotéis de mais luxo. Para se hospedar em albergues faça uma busca na internet para entrar em contato. Dentre as grandes redes de hotéis que estão na cidade estão a Meliá e Hollyday Inn.

Quem deseja uma hospedagem com um toque vintage não pode deixar de conhecer os hotéis que estão localizados na região central de Buenos Aires na tradicional Rua Florida, são hotéis mais antigos e bastante aconchegantes.

Alimentação

Se você quer vivenciar Buenos Aires em cada segundo de viagem a dica é procurar pelos restaurantes típicos que oferecem como prato principal parrillada ou churrascão com o famoso corte argentino que alimenta superbem. Para dar aquela variada a cidade também conta com vários outros tipos de restaurantes como japonês, francês e até alguns estabelecimentos que oferecem refeições brasileiras.

Os cafés da cidade também podem ser uma opção para uma refeição mais rápida, pois servem pratos como sopas e lanches que saciam a fome e são uma delícia. Não deixe de provar ainda as maravilhosas empanadas argentina, tem de carne que são as originais, frango e queijo.

Guia Revista

Quando se desembarca em Buenos Aires é essencial pegar um guia impresso que tem a forma de revista no aeroporto. Esse guia está no quiosque de atendimento a turistas.

Documentos

Para viajar para a Argentina não é necessário ter passaporte, apenas a carteira de identidade.

A Moeda e o Câmbio

Buenos Aires tem várias casas de câmbio, no próprio aeroporto tem uma casa, mas a dica é não fazer a troca de moedas lá porque o valor praticado é geralmente acima daquele de mercado. Também indicamos não trocar dinheiro nas ruas já que existe o perigo de pegar notas falsas particularmente no centro da cidade.

Não dê atenção para pessoas que queiram comprar ou vender dólares. Em geral a viagem é paga em dólares e a moeda dos norte-americanos é aceita por alguns estabelecimentos que fazem a conversão de acordo com a taxa que está sendo usada nas casas de câmbio.

O Transporte

A cidade de Buenos Aires conta com quatro linhas de metrô, porém, fique atento já que elas não circulam por toda a cidade. Uma curiosidade interessante para os turistas é que a estação mais antiga, aquela que sai da Plaza de Mayo, ainda possui os trens antigos, observe que tem até mesmo detalhes em madeira. Rende ótimas fotos.

A cidade também é abastecida com ônibus que circulam por todo seu território e se quiser mais conforto pode usar os táxis que tem preços bem em conta. Em relação ao táxi a dica é utilizar apenas carros que sejam de empresas credenciadas, ou seja, aquelas de rádio-táxi, pois taxistas irregulares costumam dar grandes voltas para tirar dinheiro dos turistas.

Dicas de Pontos Turísticos de Buenos Aires

Casa Rosada

É quase obrigatório que os turistas visitem a sede da presidência da Argentina e um dos principais e mais fortes símbolos do país. A cor rosa para a fachada passou a ser utilizada em torno do ano de 1870, esse tom é explicado de algumas formas. A primeira explicação é de que a cor representa a união de dois partidos políticos, outra diz que isso deve ao fato de que era utilizado sangue de boi misturado a tinta naquela época.

A Casa Rosada surgiu da união da Casa de Governo e do edifício de Correios e Telégrafos. Os turistas podem simplesmente observar a fachada e tirar as suas fotos do lado de fora ou então fazer uma visita guiada e gratuita por dentro do edifício. Essa visita está disponível para sábados, domingos e feriados.

Plaza de Mayo (Praça de Maio)

Provavelmente você já ouviu falar dessa praça através de noticiários, trata-se do centro político do povo argentino. Um local que já viu muitas manifestações e que tem como principal delas a manifestação das Mães da Plaza de Mayo (ocorre as quintas-feiras) e tem como objetivo cobrar respostas acerca de pessoas que desapareceram durante a ditadura. Uma praça muito bonita e bastante arborizada que é um local de descanso para muitos argentinos.

Obelisco (Av. 9 de Julho, Av. Corrientes)

O monumento histórico chamado de Obelisco foi criado para comemorar os 400 anos da fundação de Buenos Aires e fica no cruzamento entre as avenidas 9 de julho e Corrientes que são duas das mais movimentadas da cidade. Uma curiosidade é que a Av. 9 de Julho já foi considerada como sendo a mais larga do mundo.

Caminito

A rua que é quase um museu, Caminito, tem janelas e portas coloridas que deixam os seus restaurantes, ateliês e lojas de lembranças mais interessantes do ponto de vista turístico. Mas, já alertamos que pode ser chato percorrer essa rua devido ao assédio dos vendedores, porém, vale muito a pena.

A curiosidade a respeito da rua Caminito é que seu nome deriva de um tango que tem a sua letra gravada pelas paredes do local. O lugar perfeito para quem precisa comprar aquelas lembrancinhas para toda a família.

Teatro Colón

O Teatro Colón é um daqueles pontos turísticos que impressionam por todo seu conjunto, além de um interior decorado de forma rica também possui uma acústica incrível.

Com todas essas características não é de estranhar que o Teatro Colón seja considerado um dos melhores do mundo e não dá para deixar de assistir a um espetáculo. Mas, se não der para ir a um espetáculo vale fazer a visita guiada que mostra cada detalhe da arquitetura e da decoração desse edifício.

Deixe um comentário