Faço tudo o que posso pelo meu emprego?

Muitas pessoas alegam terem sido demitidas sem qualquer razão. Que estava tudo certo, mas, sem querer querendo, acabaram por sair do emprego sem qualquer motivo. Será que isso existe mesmo? Será que você foi demitido sem qualquer motivo, apenas por que estavam de saco cheio de você?

emprego

Todo bom emprego ou preocupado com sua carreira deve pensar em como chegar a seu ambiente de trabalho e como ficar nele. E se manter no emprego as vezes é bem mais difícil que entrar. Muitos passam em uma entrevistas, mas quantos conseguem se firmar no mercado e acabar por durar mais de dois anos na empresa? O grande problema não é ser contratado, mas se manter no emprego.

E você já se perguntou o que faz para manter seu emprego hoje? Medidas simples mas negligenciadas podem ser motivos de demissão quando acumuladas ou em longo prazo. Analise o seu comportamento hoje na empresa e observe se você faz tudo para ser um empregado premiado ou alguém que merece ficar por lá mutos anos. 

Você:

  • chega cedo todos os dias?
  • sai sempre em horário normal, mas fica quando lhe pedem?
  • está longe das rodinhas de fofoca?
  • consegue arrancar sorrisos do seu chefe?
  • já recebeu elogios por seu trabalho em sua função?
  • sabe ser prestativo quando preciso?

Se respondeu sim a tudo, você sabe como garantir sua vaga a longo prazo e enfrentar crises de demissão de cabeça erguida.

Trabalhar até cansar não é sinônimo de emprego garantido

Muitas pessoas cometem o erro de ficar ate de madrugada na empresa para depois começar a falhar com a carga de trabalho. O segredo não é ser escravo, mas ter medidas iguais. Se você fica até tarde porque quer em seus primeiros meses de trabalho, acaba por acostumar mal os chefes. Quando começa a diminuir o ritmo (o que vai fazer, ninguém é de ferro), vai ser visto como menos produtivo e deverá deixar a vaga em aberto próximo. Seja constante.

Deixe um comentário