Leilão de Carros Apreendidos pela Receita Federal

leilãoO governo Federal apreende todos os anos milhares de veículos em situações irregulares ou por mal uso por parte de seus donos originais. Esses veículos são repassados ao governo, passam por avaliação e no caso do dono original não recorrer de forma legal para recuperar seu carro, ele é disponível para o que chamamos de “Leilão de Carros Apreendidos”. O leilão acontece todos os anos como forma de arrecadar dinheiro para a Receita Federal em cima de veículos que precisam de alguns ajustes, arrumada nos documentos e papeladas e algumas outras coisinhas burocráticas.

O mais atrativo dos carros de leilões do governo federal são os preços. Um carro importado que você pagaria algo em torno de 500 mil reais, com certeza você conseguirá sair com ele de lá por cerca de 150 ou 200 mil reais. Carros populares então? Nem se fala. Com um valor mínimo você consegue sair com um veículo equivalente ao que você compraria em uma concessionária de carros usados. Portanto não restam dúvidas de que o Leilão de Carros Apreendidos é uma boa alternativa para você que quer uma opção financeira que caiba em seu bolso.

Como disse antes, os Leilões de Carros Apreendidos apresentam algumas burocracias, mas nada que um dia gasto procurando saber um pouco mais não resolva. No site oficial da Receita Federal (que pode ser acessado clicando AQUI) é possível ver os “requisitos” para participar desse tipo de leilão, quando acontece, como acontece, todas as regras e editais de datas e locais. Não perca tempo e saiba tudo sobre essa oportunidade de ter um carro em sua garagem! Já imaginou começar o ano novo com aquele tão sonhado carro?

Um comentário

  1. Robinson says:

    ” arrumada nos documentos e papeladas e algumas outras coisinhas burocráticas” Mentira!!! Corram disso. Adquiri um veiculo em leilão da receita federal a mais de dois anos e não consigo transferir o veiculo, a receita não faz nada e joga nas costas do detran. O detran se importa menos ainda e diz q o problema é no detran da origem do veiculos, no caso de meu que é de minas gerais, e assim ja se passam 2 anos e nada. É maior roubada.

Deixe um comentário