Motorola RAZR D3 é bom?

Nas lojas o aparelho Motorola Razr I perdeu um pouco de sua soberania nas vendas. O preço de R$ 1 mil ainda deixa o aparelho bem caro, tornando-se o sonho de consumo de muitas pessoas mas ainda pouco amigável no bolso, mesmo com parcelamento. Uma boa pedida poderia ser optar pelo novo irmão da coleção da marca, o Motorola RAZR D3

Motorola RAZR D3

Design do Motorola RAZR D3 é igual ao do irmão mais rico

Como a Motorola viu que acertou com seu modelo Razr I, deixou claro que a fórmula seria repetida algumas vezes. E foi o que fez com o Motorola RAZR D3, que por fora é igualzinho a seu irmão mais rico. De lado, de costas e de frente os dois seguem tanto o mesmo design nas configurações e disposição em tela como por dentro. Ambos são todos touch (sem botão funcional) e são com tela quadrada, com leve arredondamento nas pontas para facilitar o manuseio e deixar o aparelho no bolso.

Motorola RAZR D3 é dual chip

Uma das vantagens do Motorola RAZR D3 é que ele é dual chip, ou seja, você pode usar duas linhas ao mesmo tempo em cartão comum e não micro sd. Isso faz com que seu aparelho não tenha bateria embutida como o Razr I, mas sim possa remover. Isso deixa o usuário com a liberdade de usar duas baterias em caso de necessidade na rua.

Motorola RAZR D3

Configurações do Motorola RAZR D3

O aparelho é considerado um smarthphone de entrada. Vem com um processador dual-core de 1.2 GHz, o MediaTek MT6577 rodando a 1.2 GHz, o que deixa o aparelho rápido, mas não tão rápido como o Razr I, o Iphone 5 e com o Samsung Galaxy SIV, mas é mediano. Há ainda 1 GB de memória RAM e 4 GB de memória interna, expansível com cartões microSD. O Motorola Razr I vem 2 GB de Ram e 8 gigas de memória interna. A tela de 4″ tem resolução de 480 x 800 pixels e boa qualidade de imagem. A tela do Razr I é de 4.3.

Preço do Motorola RAZR D3

Motorola RAZR D3 chega ao Brasil custando em média R$ 600, podendo ser adquirido de graça em diversos planos de operadora e com desconto. 

 

 

 

 

Deixe um comentário