Novas regras para compensar cheques

Hoje em dia está cada vez mais fácil comprar alguma coisa ou transferir dinheiro para conta de outra pessoa, isso se dá as várias formas de pagamento que tornam isso possível. No geral as formas de pagamento mais utilizadas atualmente são em forma de dinheiro e cartão (crédito e débito), mas cada dia mais pessoas estão tomando o costume de utilizar cheques para esses tipos de pagamentos. O único empecilho que a utilização de cheques pode trazer para você é a necessidade de locomoção para compensá-los, ou seja, o trabalho para que o cheque seja descontado é totalmente de quem vai receber a quantia, isso pode trazer complicações se a pessoa morar em lugar de difícil acesso e ela ter um prazo específico para compensá-lo, além de não ser uma forma de recebimento muito segura.

Foi pensando nisso que as regras de compensação de cheques foi revista e melhorada, hoje os cheques de até R$299,99 poderão ser compensados a partir de 2 dias e os cheques acima de R$300,00 poderão ser compensados no prazo de apenas 1 dia. Esse projeto estava sendo planejado desde 2009, mas só entrou em vigor no 19 de julho de 2011 em um acordo feito pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos).

Uma das principais vantagens que essas novas regras vão nos trazer é o fato de que o prazo será nacional, ou seja, qualquer outras leis municipais ou regionais entrarão em desuso. Isso acaba com o prazo de até 20 dias que as regiões de difícil acesso tinham para compensar os cheques. Os bancos tem o prazo de 1 ano para se adequar às novas normas de compensação de cheque.

Um comentário

  1. terezinha says:

    Bom dia,
    Depositaram ontem um valor acima de 300,00 em minha conta poupança da caixa e o cheque é do itau. Fizeram ontem o depósito. A partir das 10 hs já estará desbloqueado ou final de expediente bancário, depois das 16 hs?

Deixe um comentário