Obras de Picasso aumentam as vendas de arte nos Estados Unidos

O mercado de arte impressionista e moderna de Nova Iorque anda em baixa. Muitos leilões andam recebendo mídia negativa pelo grande esforço de cumprir as estimativas. O que salvou alguns eventos? As obras do bom e velho Picasso, arte que nunca deixou de vender e agrada cada vez mais. Picasso sempre salva o mercado de arte e continua em alta entre as coleções particulares sendo formadas.

obras de arte de Picasso salvam leilao

E quando os leilões estavam perdendo as esperanças, eis que surge uma história diferente para elevar o preço do leilão. Um deles, ao final do dia, tinha somando 611 milhões de dólares e trouxe de volta a confortável estimativa global de pré-venda de arte. Foi também o segundo maior total para essa série de vendas em Nova York desde o pico de 2007.

Um dos leilões tinha em mãos uma coleção de obras do espólio de Viktor e Marianne Langen que somavam 79,8 milhões de dólares. A obra top foi o retrato angustiado de guerra feito por Picasso de sua amante Dora Maar, parecendo um coelho assustado, comprado por um revendedor, Chicago Paul Gray na estimativa de 22,6 milhões.

Outras obras de pintores clássicos estão elevando o mercado de arte norte americano. Uma pintura de lírio de água de Monet da coleção da família Clark há 85 anos foi vendida por 27 milhões, um valor razoável esperando a baixa venda. A obra está indo para a galeria Christie Hong Kong. Outra venda top foi a coleção Clark (de Renoir Jeunes Filles jouant au Volant) vendida a um colecionador asiático por 11,4 milhões de dólares. Os lucros foram bons, mas o Picasso foi o que teve maior desempenho no mercado.

Os leiloeiros estão pensando em guardar algumas peças e colocar no mercado apenas quando a arte estiver aquecida para aumentar as suas taxas de lucros. A desvalorização de obras de arte clássicas anda tão séria que muitos colecionadores estão preferindo continuar com as obras.

Deixe um comentário