Os assuntos mais cobrados na prova da Caixa Econômica Federal

Dentre os concursos para bancos, o da Caixa é sem sombra de dúvidas um dos mais concorridos. Isso porque o salário é atrativo, a instituição tem a fama de convocar mais do que qualquer outro e é uma empresa sólida, aliada do governo, com todos os benefícios de um banco e de servidor público. Estabilidade financeira e incentivos no salário também são atrativos, bem como o pagamento semestral da PLR, a participação nos lucros da empresa, que chega a ser um valor para salvar muita gente da dívida. O concurso Caixa 2015 já foi anunciado e empresa deve chamar mais de 1 mil aprovados em todo o Brasil. Antecipação nos estudos devido a alta concorrência é crucial.

Os assuntos mais cobrados na prova da Caixa Economica Federal

 

Os assuntos do concurso da Caixa Econômica Federal

Conhecimentos bancários – ao contrário de provas do BB e Banrisul, o assunto aqui é bem mais aprofundado, com análise do sistema financeiro nacional como todo, órgãos normativos e supervisores. É preciso entender bem e saber diferenciar as funções do Bacen, CMN e CVM, os principais pontos de todo edital da caixa.

E quando falamos em concurso CEF, é crucial entender os produtos bancários com um foco: financiamento imobiliário. A Caixa é o banco da moradia, com o programa do governo Minha Casa Minha Vida e outros como Bolsa Família, financiamento estudantil, dentre outros. Todos os créditos e financiamentos apenas da caixa devem ser estudos com enfoque especial. O mercado mobiliário também merece atenção especial.

Código de Defesa do Consumidor – esta é a prova que mais cobra o conteúdo com ao menos quatro questões. Estude principalmente os prazos de devolução e restituição do valor e foco nas regras de revisão contratual.

Matemática – basicamente matemática financeira, mas é previso revisar operações básicas para não errar nas contas.

Ética no serviço público – assunto base para diversos concursos da área de tribunais, cobrando conceitos básicos do que o servidor pode ou não fazer em sua função, respeitando o estatuto da empresa. As questões são sempre subjetivas, contando uma historinha para saber se você entende o que é ser ético.

Redação – já virou conteúdo fixo da prova. A redação é com escrita dissertativa e vale a pena o treino para se sair bem na prova e em seus argumentos. Texto de até 30 linhas com boa grafia.

Português – basicamente gramática em análise sintática e interpretação de texto. Foco em conceitos de objeto direto, indireto e na transitividade de verbos que parecem pedir complemento mas não pedem. Saber sobre singular e plural de palavras também é importante.

Atualidades – um dos poucos concursos para bancos que pede atualidades geral, de temas interessantes de politica, economia e meio ambiente e não apenas do Brasil, como conflitos no exterior. Fique ligado em temas relevantes em grandes jornais nacionais, nada de sua cidade, é muito específico para cair em um concurso.

Informática – aprenda o máximo possível sobre segurança de rede de computadores e na Internet, um dos temas mais cobrados. Foco em atividades básicas e teclas de atalho usando o pacote office, em como inserir figuras e gráficos e apresentação em Power Point. No ultimo concurso não foi cobrada esta disciplina, mas não se sabe se será mantido.

Deixe um comentário