Quais as raças de cães ideais para criar em apartamento?

Quem adora ter um cão de estimação não se limita por morar em apartamento. Se antes ter cães em edifícios era proibido, graças à intervenção dos donos apaixonados (e de um mercado pet que movimenta cerca de R$ 6 bilhões por ano), hoje a limitação restringe-se a uma pergunta: quais as raças de cães ideais para criar em apartamento? Não basta ser pequenino, fofinho e outros adjetivos agradáveis mas cujo valor prático na escolha é nulo.

Lhasa Apso

Se o apartamento tiver apenas um morador, o cão precisa não se incomodar com os períodos de solidão que ele fatalmente terá. Cães que se angustiam com a ausência do dono não podem sequer ter como dono um homem ou mulher solteiro. As raças mais adequadas nesse caso são o Lhasa Apso e o Pastor de Shetland.

Bichón Frisé

Famílias com crianças pequenas pedem cães dóceis, alegres e que saibam conviver com brincadeiras e folguedos infanto-juvenis de forma saudável. Cães de família precisam gostar de ser companheiros e de passeios, além de terem tendência a serem asseados com o adestramento correto. As raças ideais nesse caso são o Pinscher, o Griffon de Bruxelas e o Cavalier King Charles Spaniel.

Schnauzer Miniatura

Se há pessoas idosas no apartamento, os cuidados devem ser redobrados, pois a companhia de um cão precisa ser acompanhada de paciência e clama; ou seja, cães extremamente agitados não são os mais indicados, já que as limitações físicas naturais da chamada terceira idade permitem no máximo um passeio com passos tranquilos pelo jardim do prédio ou na praça. As raças Bichón Frisé, Boston Terrier, Maltês e Pug são perfeitas, pois adoram a calma dos idosos e são muito companheiros.

Outras raças que podem vir a ser apreciadas por quem mora em apartamento são:

  • Jack Russel Terrier;
  • Bulldog Francês;
  • Shih Tzu;
  • Yorkshire Terrier;
  • Spitz.

Para saber mais detalhes de quais as raças de cães ideais para criar em apartamento, procure um veterinário de confiança, um pet shop ou um criador de cães.

Deixe um comentário