Sapatos que atrapalham as mulheres ao dirigir.

A mulherada não abre mão do sapato alto né? Tem umas que são tão acostumadas com o salto que quando usam uma rasteira se sentem incompletas e desprotegidas. Até porque um bom salto pode se tornar uma arma na hora do aperto… Brincadeiras a parte, salto é coisa séria na hora de dirigir.

Sapatos com salto Stiletto, cone, vírgula, agulha, anabela. Não importa o formato: os saltos são os favoritos de 90% mulheres.

Elas gostam tanto que nem ligam quando sentem aquela dorzinha nos pés no fim do dia.

Porém existem situações em que ter bom senso é fundamental e vale a pena abrir mão em nome da sua própria segurança e dos outros.

Uma dessas situações é a hora de dirigir.

Você sabia que enroscar os saltos nos pedais e perder a noção na frenagem são as principais causas de acidentes relacionados aos sapatos altos?

O assunto é sério e merece atenção!

Mas será que todos os saltos atrapalham na hora de dirigir? Será que existe alguma legislação específica que puna esta prática?

Sim, de acordo com o Código Nacional de Trânsito brasileiro no inciso IV do artigo 252, todo calçado que não se firme nos pés ou que comprometa a utilização dos pedais é objeto de infração média, com a perda de quatro pontos na carteira de habilitação e multa no valor de R$ 85,13.

Não só os saltos se encaixam aqui, mas também chinelos, ambos não são adequados e podem acabar causando um acidente.

Então fique ligada, os saltos atrapalham e fazem a mulher perder a força no momento da freada, além de enroscar no tapete do carro.

Claro que tudo depende de costume e bom senso também, se a mulher está acostumada a dirigir de salto e se sente confortável não há problema, só não exagere no salto, pois a lei está ai e é para ser seguida, se uma mulher for flagrada usando salto alto ao volante pode ser multada, fica a dica.

Deixe um comentário